Pandemia poderá ter efeitos na redução da idade da reforma para lá de 2023

Recuo da esperança de vida em 2021 levará a uma queda inédita da idade da reforma para os 66 anos e quatro meses em 2023, menos três meses do que os exigidos agora. Efeito pode prolongar-se nos anos seguintes, alertam alguns especialistas.

Foto
Quem quiser antecipar a idade da reforma em 2022 terá um corte permanente de 14,06% no valor da sua pensão Rui Gaudêncio

A idade da reforma terá uma queda inédita de três meses em 2023, fixando-se nos 66 anos e quatro meses, em resultado da redução da esperança de vida por causa da elevada mortalidade associada à pandemia da covid-19. E os efeitos no sistema de pensões não vão desaparecer de um momento para o outro, podendo prolongar-se pelos anos seguintes devido aos danos colaterais provocados pela pandemia.

Sugerir correcção
Comentar