Eleições antecipadas por chumbo do OE: cenário “inevitável” ou “incompreensível”?

Um conselheiro de Estado, um antigo assessor presidencial e um cientista político analisam os riscos da decisão de Marcelo. Da crise política pode sair um novo impasse ou um governo de direita.

Foto
O Presidente pré-anunciou a crise política Reuters/ADRIANO MACHADO

O Presidente da República não esperou nem uma hora, depois do anúncio do PCP de que votará contra o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022), para confirmar a sua decisão de avançar rapidamente com a dissolução da Assembleia da República caso se confirme, na quarta-feira, o chumbo do Orçamento.