TAP diz que “não faz sentido” analisar perdas de mercado em pandemia

Para a companhia, o “mercado ainda está longe da recuperação total e da normalização”. A falta de voos com Brasil e EUA tem “um impacto importante na actividade”, reconhece, desvalorizando o impacto do atraso na aprovação do plano de reestruturação em Bruxelas na operação.

Foto
Bruxelas defende que TAP deve ter menos domínio no aeroporto de Lisboa Nuno Ferreira Santos

Para a TAP, e depois dos impactos provocados pela pandemia de covid-19, o “mercado ainda está longe da recuperação total e da normalização”, pelo que, defendeu ao PÚBLICO fonte oficial da companhia aérea, “não faz sentido analisar eventuais ganhos ou perdas de quotas de mercado em períodos como este”.