Vou passar do ensino secundário para o superior: e agora? O que muda?

Ana Gabriela Cabilhas, presidente da Federação Académica do Porto, explica as principais diferenças entre o ensino secundário e o universitário. Da autonomia à pressão de passar por um “período crítico”, aqui ficam alguns conselhos para quem se prepara para entrar “numa das melhores fases da vida”.

Foto
Andre Rodrigues

O concurso nacional de acesso ao ensino superior está aí e, com ele, vem uma carrada de questões, dúvidas, inquietações. Qual é a diferença entre ser um aluno do secundário e um universitário? Tenho de ir às aulas? Como vou ser avaliado? Ana Gabriela Cabilhas, presidente da Federação Académica do Porto (FAP), entrou no ensino superior no ano lectivo de 2015/2016. Depois da licenciatura em Ciências da Nutrição pela Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto, está a frequentar o mestrado em Ciências do Consumo e Nutrição na mesma faculdade. E dá algumas indicações sobre o que esperar nestes anos.