Graças ao BCE, a dívida pública do país é mais sustentável (ou menos insustentável)...

O BCE concluirá as compras de activos líquidos no âmbito do PEPP assim que julgar que a fase de crise da covid-19 terminou, mas não antes do final de Março de 2022.

O Governo prevê que a dívida pública, medida na óptica de Maastricht, aumente 5,5 mil milhões de euros em relação a 2020, atingindo quase 276 mil milhões de euros no final de 2021, o que representaria 130,9% do PIB.