A Tlantic liga “o cérebro à pele” em cada vez mais retalhistas

Empresa de software conquistou a Auchan depois de já fornecer Sonae, Lidl e Pão de Açúcar (Brasil). França, Inglaterra, Chile e Colômbia são as apostas que se seguem.

Foto
Paulo Magalhães, líder da Tlantic NELSON GARRIDO

O primeiro hipermercado português abriu em 1985. Trinta e seis anos depois, o retalho que então se chamava moderno, por contraste ao tradicional, tornou-se o retalho tradicional, por contraste ao retalho electrónico. “O conceito de loja evoluiu muito”, mas “muitas continuam a trabalhar à maneira antiga”, porque “não aproveitam informação que a loja produz relativamente aos clientes”, constata Paulo Magalhães, líder da Tlantic, uma empresa que produz software para lojas e que acaba de juntar a Auchan à lista de clientes. O que significa que fornece retalhistas que representam 50% do mercado alimentar em Portugal.