Dick Van Dyke de Mary Poppins distribui notas a pessoas na fila para arranjar emprego

Actor, de 95 anos, foi visto a entregar dinheiro a quem se encontrava a pedir ajuda para encontrar trabalho.

Foto
Dick Van Dyke, em 2013 REUTERS/Lucy Nicholson

Chegou a ser confundida como uma mentira de 1 de Abril, mas afinal aconteceu mesmo: o actor Dick Van Dyke, de 95 anos, que muitos recordarão no papel do limpa-chaminés Bert no clássico Mary Poppins, ao lado de Julie Andrews, saiu à rua para oferecer dinheiro a quem se encontrava na fila da Malibu Community Labour Exchange, uma organização sem fins lucrativos de apoio a quem se encontra desempregado, noticiou, no último dia de Março, o tablóide britânico Daily Mail.

O desemprego é, hoje, um flagelo em todo o mundo, nomeadamente em Portugal, sendo uma das consequências directas da pandemia de covid-19, e os Estados Unidos não lhe é imune: apesar de em Março se ter verificado a tendência de quebra no número de desempregados, segundo o Gabinete de Estatísticas do Trabalho norte-americano, o valor permanece muito maior do que em Fevereiro do ano passado, antes de ter sido declarada a pandemia pela OMS. Em Março, os EUA registaram 9,7 milhões de desempregados, mais quatro milhões do que em Fevereiro de 2020.

Van Dyke, a quem a Academia de Filmes de Ficção Científica, Fantasia e Terror atribuiu o prémio carreira em 2000, foi visto a ir a um balcão bancário levantar dinheiro, seguindo posteriormente para junto da fila e distribuindo notas a quem se encontrava à espera de ser atendido. Caso para dizer: “Supercalifragilisticexpialidocious!”