Pablo Iglesias e Isabel Ayuso brincam à guerra civil

A presidente de Madrid e o líder do Podemos lançaram-se numa campanha eleitoral sob o signo da polarização. Ela, com a bandeira do anticomunismo. Ele, com a do antifascismo. Não hesitam em ressuscitar fantasmas da Guerra Civil. Não é a sério, é apenas uma farsa tóxica

Está a correr em Madrid um perverso filme. Na semana passada, Isabel Díaz Ayuso, presidente da comunidade de Madrid, do Partido Popular (PP), rompeu a coligação com o partido Cidadãos e convocou eleições regionais, sob o lema “Socialismo ou liberdade”. Na segunda-feira, Pablo Iglesias, vice-presidente do Governo e líder do Unidas Podemos (UP), anunciou que deixa o executivo para se candidatar em Madrid contra Ayuso: “É imprescindível fazer frente à direita criminal.” As eleições de Madrid, a 4 de Maio, tornaram-se “nacionais” e nelas se joga a reconfiguração do tabuleiro político espanhol.