O que são pranayamas no ioga?

Com a nossa respiração podemos acalmar a mente ou focá-la; abrandar o ritmo cardíaco ou acelerá-lo e, sem dúvida, melhorar a saúde do nosso corpo quando o fazemos correctamente.

Foto
"Os exercícios podem ajudar a diminuir o stress, a melhorar o nosso sistema linfático, a pele fica mais brilhante e até pode auxiliar na perda de peso" Paulo Pimenta

Mal nascemos, somos logo incentivados a respirar. E assim prosseguimos vida fora até ao último suspiro. Falamos da palavra “respirar” e o que nos ocorre é um movimento involuntário e que ao paramos de respirar, morremos. Raramente nos lembramos que a nossa respiração muda conforme o nosso estado de espírito. Quanto muito, pensamos na nossa respiração quando ficamos ofegantes.

Mas respirar é muito mais do que isso. Com a nossa respiração podemos acalmar a mente ou focá-la; abrandar o ritmo cardíaco ou acelerá-lo e, sem dúvida, melhorar a saúde do nosso corpo quando o fazemos correctamente, oxigenando bem os nossos glóbulos vermelhos. E nos dias que correm é muito importante trabalhar a nossa capacidade respiratória.

No Ioga, os exercícios respiratórios chamam-se pranayamas. Mais do que o oxigénio, procuramos a bioenergia (prana) que existe em todo o lado. Através desses movimentos respiratórios expandimos essa bioenergia dentro de nós, trazendo vida aos órgãos e às células do nosso corpo. Mesmo que esta versão seja demasiado subtil, basta imaginar o que acontece ao nosso cérebro quando se vê privado de oxigénio, imaginando o que lhe acontece se tiver um maior abastecimento dele.

As sinapses (comunicações entre neurónios) melhoram, promovendo uma maior rapidez de raciocínio e uma mente mais clara (bem que se costuma dizer “respira fundo!”). Nas aulas de Ioga desenvolvemos a respiração consciente e completa, onde usamos toda a capacidade dos nossos pulmões para absorver a maior quantidade de oxigénio. 

Sabia que quando somos bebés somos mestres nas respirações completas? É por isso que temos a capacidade de chorar sem ficarmos ofegantes. Aliás, se reparar num bebé a chorar verá a sua barriga a expandir, empurrando o diafragma para cima, usando a base dos pulmões!

Além da respiração completa, temos a respiração alternada (nadi shodhana) em que alternamos as narinas; a bhastrika em que usamos a contracção abdominal para expirar (conhecida pela “respiração do fogo”); a udjayi onde usamos a reverberação da nossa glote para expirar mais lentamente; as retenções de pulmão cheio e as pausas de pulmão vazio, entre muitas outras.

Através do Ioga, os benefícios para o corpo são imensos. Feitos diariamente, os exercícios podem ajudar a diminuir o stress, a melhorar o nosso sistema linfático, a pele fica mais brilhante e até pode auxiliar na perda de peso (pranayamas que queimam a gordura na região abdominal).

Actualmente, com a pandemia, é possível fazer aulas na comodidade da nossa casa, recorrendo a canais de YouTube ou às redes sociais. No caso do Holmes Place, existe uma aplicação com aulas online onde pode experimentar esta modalidade. Aproveite este tempo em casa para tratar melhor do seu corpo, tornando-o mais forte e saudável!

Namasté!