Comida Independente, uma sandes de pastrimi e os melhores produtos de Portugal

Uma feira de produtores no Largo de São Paulo prolonga actualmente para a rua o projecto desta loja-mercearia.

restauracao,alimentacao,gastronomia,bares,fugas,lisboa,
Fotogaleria
O espaço da Comida Independente Rui Gaudêncio
restauracao,alimentacao,gastronomia,bares,fugas,lisboa,
Fotogaleria
A garrafeira conquistou um espaço importante na loja Rui Gaudêncio
restauracao,alimentacao,gastronomia,bares,fugas,lisboa,
Fotogaleria
Uma sandes de culto Rui Gaudêncio

Nasceu loja-mercearia, gradualmente foi-se assumindo mais como garrafeira, e depois bar de vinhos, e depois também de pequenos petiscos porque ninguém bebe de estômago vazio. Rita Santos é a grande dinamizadora da Comida Independente, lugar para mostrar o trabalho excepcional de tantos pequenos produtores de muitas regiões de Portugal.

E como as coisas estavam difíceis para todos, a ideia da Rita para os tempos de confinamento foi trazer alguns desses produtores até ao Largo de São Paulo, em Lisboa, onde há algumas semanas que tem acontecido todos os sábados (inicialmente até às 16h, agora só até às 13h). Há sempre um produto em destaque, da abóbora aos cogumelos, e um chef ou cozinheiro que o prepara de formas criativas.

A par do sucesso que tem o mercado, a Comida Independente continua a funcionar como loja e bar de vinhos (pequenos produtores, projectos diferenciados, preferencialmente biológicos ou biodinâmicos), com o Olavo a aconselhar-nos o que beber e a Marcella Ghirelli a preparar os petiscos: a já célebre sandes de pastrami, e depois o que a inspiração lhe ditar em cada dia. Isto para além das tábuas de queijos e enchidos com os excelentes produtos que se vendem na loja.

Foto
Rui Gaudêncio

A Marcella, conta Rita Santos, começou por ser cliente da Comida Independente até que passou para o outro lado do balcão onde pôs em prática ideias que foi desenhando no seu percurso que inclui um estágio com Alex Atala no Brasil. Para a conhecer melhor, o nosso conselho é começar pela sanduíche de pastrami. “A Marcella tem um mundo gastronómico incrível, e acrescenta-lhe uma grande simplicidade”, resume Rita.