Governo alarga salários a 100% a todo o layoff com mais 370 milhões de despesa

A contar com mais seis meses de crise e um salário mínimo de 660 euros, o Governo fez contas a uma reivindicação do PCP. E promete novas regras em Janeiro.

Foto

O Governo tenciona pôr fim, em Janeiro de 2021, ao corte de salário nos regimes de layoff e de apoio à retoma e conta com uma despesa extraordinária de 370 milhões de euros para ajudar no pagamento integral das horas não trabalhadas de todos os trabalhadores que estejam com redução de horário ou mesmo com o contrato suspenso.

Sugerir correcção
Ler 16 comentários