Partidos entregam 1365 propostas de alteração: só o PCP entregou 320

Os partidos que viabilizaram o orçamento na primeira fase entregaram mais de 700 propostas. PS assinala aproximações à esquerda, mas até à votação global o caminho “é longo”, avisam os parceiros.

Foto
O PS foi o único partido a votar favoravelmente a proposta na fase de generalidade Nuno Ferreira Santos

Depois de ter sido viabilizado apenas com os votos a favor da bancada socialista (e com a abstenção de PCP, PEV, PAN e das deputadas não-inscritas Joacine Katar Moreira e Cristina Rodrigues), o Orçamento do Estado (OE) para 2021 recebeu 1365 propostas de alteração, ultrapassando as 1174 propostas entregues no anterior orçamento. O PCP, que em Fevereiro foi justamente o partido com maior número de propostas de alteração aprovadas, voltou a entregar mais de 300 propostas. Os comunistas são assim os mais ambiciosos, com um pacote de 320 alterações. Já o BE é o partido que menos alterações pede à proposta original apresentada pelo ministro das Finanças. Os bloquistas garantem a viabilização do OE em troca da acomodação de 12 propostas (em 2020 apresentaram 204 propostas).