Bolt lança serviço de entrega de refeições em Lisboa

Lisboa é a primeira cidade portuguesa a acolher a Bolt Food. Durante o período de lançamento, a taxa de entrega é gratuita até uma distância de quatro quilómetros entre utilizador e restaurante.

coronavirus,restaurantes,restauracao,gastronomia,fugas,lisboa,
Foto
DR

A Bolt, uma “plataforma de mobilidade europeia”, acaba de lançar um serviço de entrega de refeições ao domicílio em Lisboa. A aplicação móvel já está disponível para iOS e Android e integra “mais de 260 restaurantes” na capital portuguesa.

Em declarações à Fugas, a empresa revela que, antes da pandemia, “já existia intenção de expandir a Bolt Food para Portugal”, mas “não existia ainda uma data definida”. Com o aumento da procura por este tipo de serviço devido ao surto de covid-19, o processo foi acelerado.

“Esses planos foram antecipados para dar resposta à situação actual que vivemos e, após a negociação positiva com os vários parceiros, foi possível esta semana lançar o serviço em Lisboa.” A plataforma vem rivalizar com serviços semelhantes, como a Uber Eats e a Glovo.

“Neste momento, temos já centenas de estafetas em Lisboa prontos para realizar as primeiras entregas”, avança David Silva, responsável pela Bolt em Portugal, em comunicado.

Actualmente, já é possível realizar encomendas em mais de 260 restaurantes, incluindo a hamburgueria H3, Sushicome, Pizzaria Luzzo, Vitaminas, Joshua'S Shoarma Grill, Poke House e Nannarella ou de marcas online desenvolvidas exclusivamente para a entrega de refeições, como a Kitch, A-100 ou Savage by Olivier.

No entanto, “nesta fase de lançamento”, o serviço está disponível apenas “numa área limitada de Lisboa”, devendo expandir a toda a cidade “brevemente” e incluir novos restaurantes. “Em Novembro”, aponta à Fugas, deverá chegar à zona entre Olaias e Sacavém, por exemplo.

O serviço está disponível de segunda a quarta-feira das 9h à 1h, quintas das 9h às 2h, e sextas e sábados das 9h às 3h.

Durante o período de lançamento, “a taxa de entrega é gratuita até uma distância de quatro quilómetros”, sendo que ainda não existe “uma data limite para o final da campanha”. “Irá depender um pouco da adesão ao serviço nestes primeiros dias”, afirma à Fugas.

Depois disso, “a taxa de entrega passará a ser dinâmica, dependendo da distância a que o utilizador estiver do restaurante em questão”. De acordo com os esclarecimentos enviados à Fugas, passa a ser praticada “uma fórmula que calcula o valor entre a distância do utilizador e do restaurante”, mas não vai existir “um valor mínimo [fixo] estabelecido”. “Se encomendar num estabelecimento perto de si, o valor poderá ser bastante reduzido”, exemplifica.

De acordo com a empresa, a expansão do serviço a outras cidades portuguesas “é um dos planos futuros”, mas ainda não existe “informação confirmada sobre quais serão as cidades”.

A Bolt Food foi lançada pela primeira vez na Estónia em Agosto de 2019 e está actualmente disponível em 29 cidades de 14 países.

Sugerir correcção