Orçamento chega à AR, mas não alivia pressão à esquerda. Governo tenta condicionar Bloco

Para o PS, este é o orçamento que “não faz sentido ser rejeitado”. Comunistas dizem que só conhecem intenções e bloquistas acenam com o chumbo ao documento. Está tudo em aberto.

politica,antonio-costa,pcp,be,ps,governo,
Fotogaleria
Governo à chegada à AR para entregar o Orçamento Nuno Ferreira Santos
politica,antonio-costa,pcp,be,ps,governo,
Fotogaleria
NFS Nuno Ferreira Santos

Será um esticar da corda até ao fim: no dia em que o Governo entregou a sua proposta de Orçamento do Estado para 2021 no Parlamento, a líder do Bloco começou a manhã a deitar gasolina na fogueira dizendo “não haver condições para viabilizar” o documento porque o executivo “não fez nenhum passo de aproximação” às suas reivindicações e o orçamento “não foi negociado” com o partido. Com o PCP a resguardar o seu sentido de voto para quando analisar o documento e perceber se há alguma proximidade com as suas reivindicações, o Governo não esconde que sente alguma preocupação.

Sugerir correcção