psicologia,neurociencias,medicina,investigacao-cientifica,doencas,cerebro,
O neurologista britânico e especialista do sono Guy Leschziner DR
Entrevista

Guy Leschziner: “O nosso estilo de vida moderno não é favorável a uma boa noite de sono”

Os telemóveis e computadores foram invadindo sorrateiramente os quartos e trazem as preocupações do dia-a-dia – com “um impacto gigantesco no nosso sono”. O especialista do sono, autor do livro O Cérebro Nocturno, fala numa epidemia de apneia do sono (estimulada pela obesidade). E diz: medicação para dormir não deve ser a primeira solução.

Há anos que o neurologista britânico Guy Leschziner percebe nos seus pacientes que nem toda a gente tem a “sorte” de poder ter uma noite de sono tranquila. E com alguns casos bem bizarros – porque são esses casos extremos que ajudam a compreender os menos gravosos: uma paciente sonâmbula que conduz o carro e a mota a dormir; um homem que tenta ter relações sexuais com a parceira enquanto dorme; uma jovem com paralisia do sono e alucinações nocturnas; um pai de duas crianças pequenas com narcolepsia que perde a força nos músculos de cada vez que conta uma piada. Todos estes casos são relatados no livro O Cérebro Nocturno – Pesadelos, Neurociência e o Mundo Secreto do Sono, publicado recentemente em Portugal pela editora Vogais, que se inspira na literatura de Oliver Sacks para explicar como surgem estes distúrbios do sono, quais as causas, e a forma como afectam a vida de cada uma destas pessoas (tornando-se, por vezes, quase incapacitante).