Em Lisboa, há uma sala de controlo remoto das experiências do Observatório Pierre Auger, na Argentina. No observatório da América do Sul há já detectores portugueses. E haverá mais.

  • Em Lisboa, há uma sala de controlo remoto das experiências do Observatório Pierre Auger, na Argentina. No observatório da América do Sul há já detectores portugueses. E haverá mais.

  • Depois de 20 anos em missão, a Cassini despediu-se de Saturno mas “vai manter-nos ocupados durante muitos anos”. A NASA já anunciou que recebeu o último sopro de vida da sonda.

  • Não nos contentámos com o planeta Terra e quisemos conhecer outros mundos. Para isso, delineamos longínquas viagens e temos descoberto planetas para lá da fronteira do nosso sistema solar.

  • Durante 13 anos, a sonda da NASA recolheu dados na órbita de Saturno e enviou imagens inesquecíveis dos seus anéis e luas. Nesta sexta-feira, a Terra despede-se da Cassini”. É o fim de uma missão que é considerada um dos maiores sucessos da exploração espacial.

  • Equipa internacional de cientistas detectou pela primeira vez óxido de titânio na atmosfera de um exoplaneta.

  • O sentido de orientação magnético é uma das técnicas utilizadas pelos cachalotes para se guiarem nas suas rotas migratórias. Um estudo sugere que, com os efeitos das tempestades solares, os mamíferos podem ficar “temporariamente desorientados”, ficando encalhados em águas menos profundas.

  • Agência espacial norte-americana procura soluções inovadoras para a criação de um escudo que proteja naves e astronautas das radiações solares. E a resposta pode estar na arte de dobrar papel