Limite dos pagamentos com cartão sem contacto sobe para 50 euros

Medida pretende reduzir o uso de dinheiro vivo e estará disponível a partir desta quarta-feira, anunciou o Banco de Portugal.

Uso do dinheiro desaconselhado em tempos de pandemia viral
Foto
Uso do dinheiro desaconselhado em tempos de pandemia viral Rui Gaudencio

Os consumidores passam, a partir desta quarta-feira, a poder utilizar os cartões com tecnologia contactless para efectuar pagamentos presenciais até 50 euros, acima dos actuais 20 euros, anunciou o Banco de Portugal (BdP). Estes cartões permitem o pagamento através da simples aproximação do terminal de pagamento, sem ser necessário introduzir o PIN (código). 

Decidido pelo sistema bancário nacional, em articulação com o Banco de Portugal (BdP) e a SIBS, a iniciativa insere-se nas medidas de combate à pandemia do novo coronavírus, permitindo incentivar os pagamentos com cartão, de preferência com a tecnologia contactless, em detrimento do uso de numerário. O MB Way é outras das soluções que permite o pagamento sem contacto, fazendo igualmente parte das recomendações do supervisor bancário para tornar os pagamentos, no actual contexto, mais seguros.

De uma forma geral, a entidade liderada por Carlos Costa tem incentivado as compras online e os pagamentos com cartões, assim como os que são feitos por canais remotos, como o homebanking. No actual contexto, os bancos também têm tomado um conjunto de medidas, como a eliminação de comissões mínimas, a pagar pelo comerciantes, nos pagamentos de baixo valor.

Os terminais de pagamento automático podem aceitar pagamentos de baixo valor, como um café, por exemplo, mas as comissões mínimas levavam os comerciantes a travá-las, fixando valores mínimos.

Alguns bancos também têm vindo a eliminar outras comissões, como a substituição de cartões sem custo, para novos com a tecnologia contactless, ou a eliminação de custos nas transferências.