Carlos Alexandre iliba presidente da Câmara de Condeixa, apesar das “amizades”

“Não há ninguém que diga ter presenciado ou visto favorecimentos ou obras mal executadas”, escreve juiz que recusou mandar para julgamento sete arguidos, por falta de indícios de crime.

,Juiz
Foto
LUSA/JOÃO RELVAS

O presidente da Câmara Municipal de Condeixa-a-Nova, o socialista Nuno Moita da Costa, foi ilibado pelo juiz Carlos Alexandre num processo relacionado com a entrega de empreitadas a um amigo. O caso remonta ao período entre 2009 e 2012, altura em era vogal do conselho directivo do Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos da Justiça (IGFEJ).