A maior vítima da guerra comercial: a Alemanha

O conflito comercial é entre a China e os EUA, mas a economia alemã, muito dependente das exportações, é das que mais tem a perder, afectando com isso o resto da Europa.

Foto
Reuters/JOSUE GONZALEZ

Para a economia alemã, habituada a ter nas exportações o principal motor do crescimento, o cenário mais temido sempre foi o de um regresso do mundo a uma era de proteccionismo comercial. Para já, este cenário ainda não se concretizou, pelo menos totalmente, mas a recente escalada do conflito entre os EUA e a China, combinada com a perspectiva de um “Brexit” desordenado, pode já ter sido o suficiente para a Alemanha entrar, durante o segundo trimestre do ano, em recessão, forçando o governo a ponderar uma alteração da sua política orçamental.