Ruas de Espinho vão servir peixe e marisco, sem espinhas

Um almoço de rua com 600 lugares e pratos de peixe e de marisco a partir de 6€. É em Espinho – e é Sem Espinhas.

quiabo
Fotogaleria
Adriano Miranda
Churrasco
Fotogaleria
Adriano Miranda

No dia 21 de Julho, a autarquia de Espinho organiza um almoço de rua com mais de 600 lugares, distribuídos numa mesa que se estende desde a marginal, junto à praia, até às ruas 2, 39 e 41.

A iniciativa surge integrada no Sem Espinhas, um projecto que procura celebrar a gastronomia do mar, através da valorização dos produtos, das tradições, das gentes e das ligações históricas entre o concelho e o sector, e posicionar a cidade como destino gastronómico de peixe e de marisco.

Das 12h às 17h, há pratos de peixe e marisco para provar num dos 13 restaurantes aderentes, com preços que variam entre os 6€ e os 20€. Entre as ementas, serve-se sopa de peixe, cataplana de tamboril, sardinha, robalo, dourada e lulas grelhadas na brasa, feijoada de marisco, caldeirada de peixe, espetada de marisco e parrilhada de peixe, entre outras iguarias que fazem parte do receituário gastronómico de Espinho.

Na quarta edição, o evento expande-se a mais sete restaurantes do que no ano passado e alastra-se a três novas ruas da cidade. Conta com animação musical e dança, assegurados pelas associações locais. E estão previstos espaços lounge, “que convidam ao convívio e à degustação de petiscos e de bebidas refrescantes”, revela a autarquia em comunicado.

Esta é a terceira iniciativa do ano sob alçada do projecto Sem Espinhas. Em Março, decorreu, pela primeira vez, a Rota dos Restaurantes – que deverá repetir-se em Outubro – e um Fórum para discutir o sector (em Junho). Está ainda prevista a produção de quatro minidocumentários, com testemunhos das histórias do mar de Espinho.