Lee Berger: “O humano é provavelmente o animal mais perigoso que já viveu neste planeta”

O paleoantropólogo norte-americano tem explorado as grutas da África do Sul e já descobriu lá uma nova espécie de australopiteco e de humano. É um dos convidados para a conferência, em Lisboa, que assinala os 500 anos da circum-navegação de Fernão de Magalhães e os 50 anos da chegada do homem à Lua

Foto
O paleoantropólogo Lee Berger LAUREN MULLIGAN/EPA

Lee Berger tem estado por detrás de importantes descobertas de hominídeos na África do Sul. Em 2010, o paleoantropólogo norte-americano anunciou uma nova espécie de australopiteco, o Australopithecus sediba, que tinha muitas características em comum com os primeiros representantes do nosso género, o Homo. Já em 2015, revelou que a sua equipa tinha encontrado uma nova espécie de humanos já extinta, o Homo naledi.