Paleontologia

Todos os tópicos

O maxilar foi encontrado há 30 anos no Rio Grande do Sul. Agora percebeu-se que é mesmo uma nova espécie.

  • O maxilar foi encontrado há 30 anos no Rio Grande do Sul. Agora percebeu-se que é mesmo uma nova espécie.

  • Os traços do rosto seriam parecidos com qualquer pessoa que hoje se cruza connosco na rua. O crânio tinha uma forma mais alongada. Caçava sobretudo gazelas e zebras. Viveu há cerca de 300 mil anos em África, mais precisamente no Norte de África. Os cientistas dizem que é o primeiro da nossa espécie.

  • Descoberto em 1993 na China, foi logo levado para os Estados Unidos, onde ficou duas décadas, bem longe do seu ninho. Quando regressou a casa em 2013, foi estudado e percebeu-se que, afinal, é de uma nova espécie.

  • Fóssil com 125 milhões de anos de permitiu perceber que uma nova espécie de dinossauro já tinha um tipo de penas – tal como as aves – que era essencial para voar.

  • Paleontólogos de Portugal e Itália analisaram esqueleto de dinossauro descoberto em 1995 nos EUA e perceberam que se tratava de uma nova espécie. A grande família jurássica continua a aumentar.

  • Espécie que viveu há 70 milhões de anos estava munida de um sistema sensitivo no focinho.