Distrital de Lisboa desafia Rio, incluindo críticos na lista de deputados

Pedro Pinto, Miguel Pinto Luz e Matos Rosa fazem parte das escolhas das concelhias que a distrital aprovou.

Pedro Pinto, ao fundo, no conselho nacional extraordinário de Janeiro, em que a liderança de Rio foi posta em causa
Foto
Pedro Pinto, ao fundo, no conselho nacional extraordinário de Janeiro, em que a liderança de Rio foi posta em causa Nelson Garrido

A lista de candidatos a deputados que a distrital de Lisboa do PSD aprovou esta sexta-feira inclui três desalinhados com o líder do partido: Pedro Pinto, Miguel Pinto Luz e Matos Rosa. O primeiro, que preside à distrital, apoiou Luís Montenegro quando este desafiou Rui Rio a convocar directas; Miguel Pinto Luz, vice-presidente da Câmara de Cascais, chegou a ponderar candidatar-se à presidência do PSD contra Rio; e Matos Rosa, indicado pela concelhia de Vila Franca de Xira, foi secretário-geral do partido durante a liderança de Passos Coelho.

Da lista fazem também parte os deputados Ricardo Baptista Leite, Joana Barata Lopes, Sandra Pereira e Ana Sofia Bettencourt (eleitos por Lisboa) e ainda o vereador Ângelo Pereira, da Câmara de Oeiras. Rogério Jóia, uma aposta da concelhia de Lisboa, consta também da lista, uma vez que Joana Monteiro anunciou que não pretenderia integrar a lista. A indicação de Joana Monteiro levou à queda do presidente da concelhia, Paulo Ribeiro. “Fui confrontado com duas imposições previamente negociadas nos bastidores – ‘um golpe palaciano’, num regresso às velhas práticas e com os mesmos protagonistas de sempre”, escreve Paulo Ribeiro num e-mail enviado aos militantes, no qual explica as razões por que bateu com a porta.

A distrital do Porto reuniu-se na noite desta sexta-feira para fechar o processo. Da lista deverão fazer parte Álvaro Almeida, coordenador da área das Finanças Públicas do Conselho Estratégico Nacional do PSD, e Alberto Machado, líder da distrital do Porto, entre outros nomes. Hugo Carvalho é a escolha de Rio para número um (o próprio presidente do partido deverá ir em segundo lugar).

Em Coimbra há quatro secções que ainda não formalizaram as suas escolhas, pelo que a distrital só domingo à noite aprovará a proposta com os nomes para enviar à comissão política nacional. 

Em Viana do Castelo há dois nomes em cima da mesa para liderar a lista: Jorge Mendes, presidente da Câmara de Valença; e Rui Teixeira, ex-presidente do Instituto Politécnico de Viana do Castelo. O segundo lugar deve ser ocupado por Emília Cerqueira, a deputada que assinou a folha de presenças de José Silvano no Parlamento.