Centeno quer fechar venda do Novo Banco “nas próximas semanas”

Ministro das Finanças não avança com uma data concreta para a conclusão do processo de venda à Lone Star.

Mário Centeno deu uma conferência de imprensa com o seu homólogo francês Michel Sapin
Foto
Mário Centeno deu uma conferência de imprensa com o seu homólogo francês Michel Sapin ANDRÉ KOSTERS/LUSA

O ministro das Finanças, Mário Centeno, espera que o processo de venda do Novo Banco à Lone Star esteja concluído "nas próximas semanas", escusando-se a avançar com uma data concreta.

Centeno reage assim à notícia do PÚBLICO, nesta terça-feira, que dá conta de que o Governo e o Banco de Portugal já acertaram com o fundo norte-americano Lone Star os termos da alienação do Novo Banco e que só falta uma autorização do Banco Central Europeu. O objectivo é fechar o acordo de venda ainda em Março, se possível até dia 17.

Questionado pelos jornalistas, Centeno afirmou que o processo decorrará "nas próximas semanas", mas não avançou com uma data concreta.

“A expectativa é que esse processo decorra nas próximas semanas, mas não gostaria de fixar uma data porque há negociações que não envolvem apenas o Banco Central Europeu, mas também outros actores relevantes neste processo", afirmou, citado pela Lusa.

O ministro destacou ainda que a condução e conclusão do processo "é de extrema importância".

O governante falava em Lisboa durante uma conferência de imprensa conjunta com o ministro das Finanças francês, Michel Sapin, em que abordaram o tema do futuro da União Europeia.

O Novo Banco é o banco de transição que ficou com os activos menos problemáticos do Banco Espírito Santo (BES), alvo de uma intervenção das autoridades em Agosto de 2014, que está em processo de venda.