A cultura popular coreana chegou ao londrino Victoria & Albert Museum

Uma nova exposição em Londres celebra, até Junho de 2023, a cultura popular da Coreia do Sul que, nos últimos anos, transformou-se num fenómeno global.

impar,
Fotogaleria
Reuters/TOM NICHOLSON
impar,
Fotogaleria
Reuters/TOM NICHOLSON
impar,
Fotogaleria
Reuters/TOM NICHOLSON
impar,
Fotogaleria
Reuters/TOM NICHOLSON
Fotogaleria
Reuters/TOM NICHOLSON
Fotogaleria
Reuters/TOM NICHOLSON
Fotogaleria
Reuters/TOM NICHOLSON
Fotogaleria
Reuters/TOM NICHOLSON

Desde os fatos cor-de-rosa choque dos guardas da série de sucesso da Netflix “Squid Game” até uma escultura grande do rapper G-Dragon, o Victoria & Albert Museum, em Londres, celebra a cultura popular sul-coreana e a sua ascensão à proeminência global numa nova exposição inaugurada esta semana.

Entre os artigos em exposição na “Hallyu! The Korean Wave” estão fatos de K-Pop, adereços de K-drama, bem como uma réplica do cenário da casa de banho do filme Parasitas, galardoado nos Óscares.

“Esta exposição está, de facto, a celebrar a vibrante e colorida cultura popular da Coreia do Sul desde a sua génese até ao seu lugar no palco global”, descreve a curadora Rosalie Kim à Reuters.

“'Hallyu’ significa ‘onda coreana’ e refere-se a esta ascensão meteórica da cultura popular da Coreia do Sul que tomou o mundo de assalto nas últimas décadas”, acrescenta.

A exposição está dividida em várias secções, incluindo K-pop e os seus fãs, drama televisivo e cinema, moda e beleza.

A saudar os visitantes está o casaco cor-de-rosa que o cantor Psy usou no videoclipe do seu mega sucesso “Gangnam Style”, de 2012. Outras roupas em exposição incluem conjuntos usados por G-Dragon e os grupos K-pop ATEEZ e Aespa, assim como criações coloridas de designer sul-coreanos.

Do mundo da televisão, podem se encontrar figurinos de dramas históricos, bem como os famosos fatos cor-de-rosa e um fato de treino verde de “Squid Game”.

A réplica da casa de banho de Parasitas marca a primeira vez que parte do apartamento da família Kim, protagonista do filme, é recriado, com o museu a trabalhar em estreita colaboração com Lee Ha-jun, designer de produção do filme.

Outros artigos em exposição incluem fotografias, posters, capas de discos e faixas feitas por fãs de K-pop. Os visitantes podem ainda participar num desafio interactivo de dança K-pop.

“Hallyu! The Korean Wave” abre no próximo sábado e a exposição está patente até Junho do próximo ano.

Sugerir correcção
Comentar