Kamran Ali: a viagem de bicicleta como forma de questionar a vida e melhorar o mundo

É paquistanês, fez-se programador informático na Alemanha para cumprir a promessa que fez à família, de construir uma carreira e “ser alguém”. Depois de ter um doutoramento no bolso, largou tudo e fez-se à estrada. E à vida. É a pedalar uma bicicleta pelas estradas mais inóspitas do planeta que lhe encontrou o sentido: contando a sua história e as histórias de quem com ele cruza o caminho.

viajantes,matosinhos,viagens,fugas,turismo,paquistao,
Fotogaleria
Kamran Ali dr
viajantes,matosinhos,viagens,fugas,turismo,paquistao,
Fotogaleria
Com 50 mil quilómetros atravessados, não quer mudar de vida Kamran Ali

Quase sete horas num voo entre Lahore e Istambul, depois outras cinco de Istambul ao Porto. Aterrado em Portugal, onde vai participar num evento organizado pela Associação de Bloggers de Viagem Portugueses – o ABVP Travel Fest, em Matosinhos –, após aquela que foi a quinta viagem de avião que fez na vida, Kamran​ Ali diz que “andar de avião é mais cansativo do que andar de bicicleta”. E di-lo com a autoridade de quem já tem quase 50 mil quilómetros nas pernas e 43 países atravessados a pedal. Desde 2015 que anda a viajar pelo mundo de bicicleta. E, admite, não gosta de andar de avião.

Sugerir correcção
Comentar