Administradora que controla risco no Banco de Fomento bate com a porta

Susana Bernardo comunicou que está indisponível para continuar. É mais um problema para a nova liderança, que ainda aguarda luz verde do Banco de Portugal. A aprovação das contas de 2021 foi adiada, agora para Outubro.

Foto
Governo tem até 30 de Setembro para apresentar em Bruxelas o comprovativo da transferência do aumento de capital do BPF LUSA/TIAGO PETINGA

Ana Carvalho e Celeste Hagatong vão ter um novo problema em mãos quando entrarem no Banco Português de Fomento (BPF) para assumirem a presidência da comissão executiva e do conselho de administração, respectivamente. A actual administradora que tutela o pelouro de Risco e Conformidade, Susana Bernardo, bateu com a porta, aparentemente insatisfeita com o rumo do BPF.

Sugerir correcção
Ler 17 comentários