Menos borlas fiscais e subvenções: o que as forças políticas querem mudar no financiamento dos partidos

Todos os partidos excepto o PS e o Livre apresentaram propostas de alteração à lei de financiamento dos partidos.

Foto
As propostas do BE e do PAN deram entrada esta segunda-feira Rui Gaudencio

Desde o início da sessão legislativa, todos as forças políticas, excepto o PS e o Livre, apresentaram propostas de alteração à lei de financiamento dos partidos. A maioria das forças políticas defende a redução das isenções fiscais dos partidos, ainda que com divergências em relação aos impostos que querem começar a pagar, como o IVA. No que diz respeito à subvenção pública dos partidos, apenas a IL e o PCP defendem um corte (para 40%). Já a redução da subvenção para as campanhas eleitorais é defendida tanto pelo PCP como pelo BE (para 50% e 25%, respectivamente) e a redução do limite máximo de despesa com as mesmas juntam ainda a esquerda e o PAN (para 50%) aos liberais (para 90%).

Sugerir correcção
Comentar