“O que mais teme Putin? É ter um milhão de pessoas na rua a protestar”

As democracias liberais estão sob ataque e as causas da crise que vivem são internas – têm que ver com a incapacidade dos partidos democráticos tradicionais para responder aos problemas sentidos pelos cidadãos. Que, entretanto, passaram a ter voz. Como nunca antes tiveram, afirma Álvaro Vasconcelos, que esta sexta-feira lança o livro De Trump a Putin – a Guerra contra a Democracia.

Foto
dro daniel rocha 25 maio 2022- PORTUGAL Lisboa alvaro vasconcelos Daniel Rocha

No livro que lança esta sexta-feira, De Trump a Putin – a Guerra contra a Democracia, Álvaro Vasconcelos recolhe um conjunto de textos, alguns inéditos, a maioria publicados no PÚBLICO ao longo dos anos, cujo tema central é a crise das democracias liberais e a expansão das autocracias no mundo. O texto mais antigo é de 2015. O mais recente é já deste ano. Inclui reflexões sobre o vírus do nacionalismo e os fantasmas que voltam a ensombrar a Europa, a ameaça que vem da América, o “Brexit”, o triunfo do populismo no Brasil, as guerras de Putin, até sobre uma nova utopia, que pode ser a Europa democrática. Esta entrevista pretende ser apenas uma antecipação. O autor dirigiu o Instituto de Estudos de Segurança da União Europeia e dirige hoje o Fórum Demos.

Sugerir correcção
Ler 20 comentários