Falamos de xenofobia, nacionalismo e populismo como se fossem hoje uma versão soft dos radicalismos extremos que várias vezes destruíram a Europa.

  • Falamos de xenofobia, nacionalismo e populismo como se fossem hoje uma versão soft dos radicalismos extremos que várias vezes destruíram a Europa.

  • Num discurso laudatório para a agência que tanto criticou, o Presidente também disse que os EUA deviam ter "ficado com o petróleo" do Iraque e aproveitou para atacar os jornalistas.

  • Preocupante é a estreita associação entre os piratas informáticos e as organizações extremistas que operam na internet – desde os grupos jiadistas que recrutam “lobos solitários” vocacionados para cometer atentados terroristas até aos hackers motivados por interesses financeiros,

  • Trump vê na ordem liberal um fardo criado pelo Partido Democrata e rejeita-a. O mundo herdado do pós-II Guerra Mundial pode ter chegado ao fim.

  • Nesta sexta-feira, o milionário eleito Presidente dos Estados Unidos entra na Casa Branca, e as promessas de campanha podem começar a tornar-se política oficial.

  • A Europa não pode ficar à espera que a Rússia mude e deve procurar entendimentos com Putin, diz Paulo Portas. Que não vê o perigo de um regresso à União Soviética.

  • A acção da propaganda de Moscovo na Europa é uma ameaça à coesão da política da UE, considera o secretário de Estado para os Assuntos Europeus checo, Tomás Prouza. A Alemanha deve ser o seu principal alvo este ano.

  • O governo russo quer tomar uma posição mais forte no combate ao tabagismo, pretendendo ampliar o número de sítios em que não é permitido fumar.

  • Presidente russo nega ligações perigosas entre Moscovo e Donald Trump. E diz que não há informações comprometedoras sobre o novo líder dos EUA.

Viva experiências, seja exclusivo, desafie os limites da
melhor informação

Saiba mais