Sobre a futilidade das previsões a longo prazo

É possível que o Reino Unido venha a estar mais integrado com as principais potências europeias do que muitos países da União.

“A História é apenas uma coisa depois de outra coisa”, disse uma vez não se sabe quem. Foi Churchill? Foi o historiador Arnold Toynbee? As teses abundam mais do que as certezas. Provavelmente a frase é tão apócrifa quanto aquela outra, também famosa, que é atribuída a Harold Macmillan: perguntado por um jornalista acerca de quais as maiores dificuldades que um político enfrenta, o ex-primeiro-ministro britânico terá respondido que “são os acontecimentos, meu caro rapaz, são os acontecimentos”.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários