Costa abdica de ministério para fundos europeus e entrega-os a núcleo político

Planeamento passa a secretaria de Estado na dependência do ministério da Presidência. É uma opção que contraria a lógica seguida pelo primeiro-ministro desde 2015.

Foto
Nélson de Souza está de saída do Governo e a sua pasta é relegada para uma secretaria de Estado JOSÉ SENA GOULÃO (arquivo)

A nova orgânica do Governo põe fim ao Ministério do Planeamento, que tutelava a importante pasta dos fundos comunitários.

Sugerir correcção
Ler 6 comentários