Patrocinadores afastam-se do Big Brother e ERC confirma que recebeu queixas contra o programa

Na opinião da APAV, tem de existir um “plano de intervenção” por parte de quem promove estes formatos televisivos, no que toca a “apelos à violência ou cometimento de um crime”. Sem intervenção, estes comportamentos são legitimados e normalizados.

Foto
Em causa está o comportamento de Bruno de Carvalho para com a concorrente Liliana Almeida Daniel Rocha

Depois de várias figuras públicas se terem insurgido contra o “comportamento ameaçador” de Bruno Carvalho para com outra concorrente do reality show Big Brother Famosos, e de a Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género ter apresentado uma queixa por crime público de violência doméstica, a Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) confirma ao PÚBLICO a recepção de várias queixas, nos últimos dias. Entretanto, alguns patrocinadores cancelaram o seu patrocínio ao programa da TVI. A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) condena também a “normalização da violência” que o programa tem passado.

Sugerir correcção
Ler 13 comentários