Sondagem: num ano, PSD reduz para metade distância face ao PS

A sondagem da Universidade Católica mostra a tendência de recuperação do PSD face ao PS, embora os socialistas continuem a liderar as intenções de voto. Perante a inexistência de uma maioria absoluta, inquiridos inclinam-se mais para uma “geringonça” de esquerda do que de direita.

Foto
Nuno Ferreira Santos

A convicção generalizada dos portugueses é a de que o PS será o partido mais votado nas legislativas antecipadas para 30 de Janeiro e que deste acto eleitoral não sairá qualquer maioria absoluta. A sondagem do Centro de Estudos e Sondagens de Opinião (CESOP) da Universidade Católica para o PÚBLICO, RTP e Antena 1 reitera ainda a tendência de aproximação entre PS e PSD, com os sociais-democratas a recuperarem três pontos percentuais face aos socialistas comparativamente com o último estudo de opinião do CESOP, divulgado em Novembro.

Sugerir correcção
Ler 50 comentários