Hotelaria aposta em Cabo Verde e Filipinas para resolver falta de mão-de-obra

Raul Martins, presidente da Associação da Hotelaria de Portugal, diz que uma solução para responder à falta de trabalhadores no sector passa por “criar fluxos de importação” com países específicos, como Cabo Verde e Filipinas.

tap,turismo,cabo-verde,brasil,cplp,filipinas,
Fotogaleria
Nuno Ferreira Santos
tap,turismo,cabo-verde,brasil,cplp,filipinas,
Fotogaleria
Nuno Ferreira Santos
tap,turismo,cabo-verde,brasil,cplp,filipinas,
Fotogaleria
Nuno Ferreira Santos

Para o presidente da Associação da Hotelaria de Portugal (AHP), Raul Martins, o sector está a beneficiar da retoma mas os próximos meses ainda vão ser “muito difíceis”. O ano de 2023 “pode ser igual a 2019” com a recuperação do turismo de negócios e os grandes congressos, mas o empresário mostra-se preocupado com a falta do novo aeroporto em Lisboa.

Sugerir correcção
Ler 90 comentários