Pedro Cabral: “Só há vida mental para mim se houver corpo”

Em entrevista ao PÚBLICO o neurologista Pedro Cabral fala do seu livro O Paradoxo do Cérebro -Memória, Autismo, Identidade que é apresentado esta segunda-feira às 18h30, no El Corte Inglês, em Lisboa.

Foto
Rui Gaudêncio

O primeiro rascunho do livro já tem seis anos. Pedro Cabral “queria meter tudo lá dentro”, mas o resultado “era uma versão ilegível”. O livro que apresenta agora pode não ter tudo quanto imaginou lá dentro, mas tem muita coisa. Fala do paradoxo do cérebro mostrando que são as suas limitações que fazem com que seja capaz de fazer coisas extraordinárias. Liga a memória, o autismo e a identidade, que se vão dissecando e ligando por esta ordem nas mais de 400 páginas.