Porto e Lisboa somam pouco mais de 5000 imóveis activos no alojamento local

Os fogos registados nesta actividade indicam a existência de mais de 27.500 unidades em Julho de 2021. Mas as estatísticas do sector, apuradas pela Confidencial Imobiliário, mostram que a realidade de mercado é muito diferente da soma administrativa. Presidente da ALEP apela a uma limpeza dos dados e avisa para os anúncios políticos que trazem efeitos opostos ao desejado

Foto
Diogo Ventura

Há um abismo de diferença entre o número de imóveis que consta no Registo Nacional de Alojamento Local e o número de apartamentos que estão, de facto, em actividade e com movimento de entrada e saída de ocupantes nas cidades do Porto e de Lisboa. Em Julho de 2021, o Registo Nacional de Alojamento Local (RNAL) indicava que havia 18.953 imóveis em Lisboa e 8615 imóveis no Porto. Mas se se cruzarem os dados deste registo com os imóveis que estão efectivamente listados em plataformas de reserva como o AirBnb e o Booking, esses números caem abruptamente: em vez das 27.568 unidades de alojamento local registadas nas duas cidades, apenas 16.256 estão de facto com anúncios listados nas plataformas de reserva (10.148 em Lisboa; 6108 no Porto).

Sugerir correcção
Ler 28 comentários