Pôr do Sol em estreia na RTP1: uma série para rir com as novelas e (tentar) não rir das novelas

Chegou a ser promovida como uma mini-novela de Verão para o canal público mas afinal é uma sátira exibida de segunda a sexta-feira sobre o tipo de ficção dominante da TV portuguesa. Diogo Amaral, Gabriela Barros, Manuel Cavaco ou Marco Delgado brincam às novelas que bem conhecem.

Foto
Diogo Amaral e Gabriela Barros em "Pôr do Sol" RTP

No país em que a esmagadora maioria da produção de ficção televisiva é a novela, não será fácil fazer toda uma série de humor a satirizar a novela. Não porque não haja vasto material para rir nos códigos das telenovelas, com as suas famílias desavindas, crimes passionais e melodrama a rodos, mas porque as equipas se cruzam e o meio é pequeno. Aplica-se em Pôr do Sol, a série que se estreia segunda-feira na RTP1, a máxima de “rir com” as novelas e não “rir das” novelas, explica ao PÚBLICO um dos seus autores, o argumentista Henrique Dias. Ainda assim, “as próprias pessoas que estão nas novelas têm consciência de que algumas coisas que fazem são extremamente risíveis”.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários