Mãe que deixou recém-nascido no ecoponto vai ser libertada. Supremo baixou-lhe pena

Juízes entenderam que comportamento pode ser explicado por perturbação pós-parto, descartando tentativa de homicídio provada em primeira e em segunda instância. Progenitora fica livre no mês que vem.

Foto
Rui Gaudencio

O Supremo Tribunal de Justiça baixou para um ano e dez meses a pena de nove anos da mãe que, depois de dar à luz, abandonou o recém-nascido dentro de um ecoponto em Santa Apolónia, Lisboa. Como está na cadeia desde Novembro de 2019, altura em que tudo aconteceu, será libertada já em Setembro.