Ministra da Justiça visita mãe que abandonou bebé no lixo

“Saio daqui confortada com a ideia de que está tudo a funcionar como devia”, disse. A mulher de 22 anos está a receber apoio psicológico. Francisca Van Dunem deslocou-se à cadeia para participar num almoço organizado pelas reclusas que terminaram um curso de cozinheiras e aproveitou para visitar a mulher cabo-verdiana.

ministro da Justiça
Foto
A ministra da Justiça, Francisca Van Dunem AMPE ROGÉRIO/LUsa

A mãe que abandonou o bebé no caixote do lixo em Lisboa está bem de saúde e a receber apoio psicológico, constatou a ministra da Justiça, que visitou esta sexta-feira a jovem na cadeia de Tires.

No final do breve encontro com a reclusa, Francisca Van Dunem disse à agência Lusa que a mulher de 22 anos está a receber apoio psicológico, depois de ter sido submetida a uma avaliação por parte dos serviços.

“Ela disse-me que tem estado a receber esse apoio”, disse Francisca Van Dunem.

A ministra lembrou que a responsabilidade da administração prisional é certificar-se de que estão a ser prestados todos os apoios médicos, psicológico, psiquiátrico, às reclusas e que o caso desta jovem não é excepção.

“Saio daqui confortada com a ideia de que está tudo a funcionar como devia”, acrescentou.

A jovem sem-abrigo abandonou o seu filho recém-nascido num caixote do lixo em Lisboa e está, há uma semana, em prisão preventiva na cadeia de Tires (Cascais), indiciada por tentativa de homicídio.

Fonte ligada ao processo disse que a jovem é calma, que está muitas vezes absorta no seu mundo e que um dos desejos que tem manifestado é voltar para Cabo Verde para recomeçar a vida.

Francisca Van Dunem deslocou-se à cadeia para participar num almoço organizado pelas reclusas que terminaram um curso de cozinheiras e aproveitou para visitar a mulher cabo-verdiana.