Estrela Geopark: nove caminhadas para celebrar o primeiro aniversário da classificação UNESCO

O Estrela Geopark celebra primeiro aniversário da classificação com caminhadas interpretativas por cada um dos municípios integrados no território.

gouveia,unesco,guarda,fugas,verao,turismo,
Fotogaleria
Serra da Estrela PAULO PIMENTA (ARQUIVO)
gouveia,unesco,guarda,fugas,verao,turismo,
Fotogaleria
Serra da Estrela NELSON GARRIDO (ARQUIVO)
gouveia,unesco,guarda,fugas,verao,turismo,
Fotogaleria
Serra da Estrela NELSON GARRIDO (ARQUIVO)
gouveia,unesco,guarda,fugas,verao,turismo,
Fotogaleria
Serra da Estrela MADALENA MADEIRA (ARQUIVO)

A 10 de Julho de 2020, o geoparque da serra da Estrela foi reconhecido como Geopark Mundial pela UNESCO. Um “marco histórico”, considerava a autarquia da Guarda, um dos nove municípios que integram o território e que, segundo Emanuel de Castro, coordenador executivo da Associação Geopark Estrela, era o “culminar de um longo processo de valorização, conservação e promoção do território da Estrela”.

Agora, para celebrar o primeiro aniversário da classificação, o geoparque vai dinamizar nove caminhadas interpretativas, uma em cada município, nos próximos três fins-de-semana. Os primeiros passeios arrancam em dia de aniversário, 10 de Julho: às 10h, parte o passeio pela Rota da Fervença, no Sabugueiro (Seia); e às 17h, há caminhada interpretativa no Monte do Colcurinho (Oliveira do Hospital). No domingo, dia 11, percorre-se parte do percurso circular na serra da Esperança (Belmonte, 9h) e o trilho da Canada da Estrela, em Unhais da Serra (Covilhã, 15h).

A 17 de Julho, as caminhadas vão pela Ribeira da Muxagata (Fornos de Algodres, 9h30) e pelo Trilho da Calçada Romana de Linhares da Beira (Celorico da Beira, 15h). Já no dia seguinte, há caminhada pelo Campo Romão, nas Penhas Douradas (Manteigas, 10h), e entre o Covão da Ponte e Nossa Senhora Assedace (Gouveia, 15h). A última caminhada está marcada para 24 de Julho, por uma parte da Rota de Barrelas, em Videmonte (Guarda, 9h30).

Todos os passeios são gratuitos, mas a inscrição prévia é obrigatória (pode ser feita a partir do e-mail do geoparque, com indicação do nome completo e contacto telefónico). Cada caminhada está limitada a um máximo de 20 participantes. Mais informações no plano de actividades do Estrela Geopark.

Com uma área superior a 2200 quilómetros quadrados, o território do geoparque da serra da Estrela “traduz uma paisagem diversificada” que é “resultado das múltiplas transformações geológicas, dos contrastes climáticos registados, bem como da antiquíssima ocupação humana, cujos primeiros registos remontam a inícios do IV milénio a.C.”, resume a página do projecto.

Para além da importância dos 124 locais de interesse geológico inventariados e aprovados pela UNESCO localizados no território do geoparque da Estrela, a classificação visa distinguir iniciativas com uma programação assente na preservação, educação e turismo sustentável. Além do Estrela Geopark, estão classificados mais quatro em Portugal: Açores, Arouca, Naturtejo e Terras de Cavaleiros.