UE e EUA põem a conversa em dia depois de sete anos sem falar

Sinal dos novos tempos é que não há praticamente nenhum tema da agenda internacional que não vá merecer tratamento numa qualquer plataforma de discussão e entendimento bilateral

Foto
Joe Biden conversando com Emmanuel Macron na Cornualha, com Ursula von der Leyen e Mario Draghi em volta na cimeira do G7 na Cornualha Reuters/POOL

Basta olhar para a lista de novos conselhos, task forces, grupos de alto nível, alianças e fóruns bilaterais de discussão que vão ser anunciados pelos presidentes da Comissão e do Conselho Europeu, Ursula von der Leyen e Charles Michel, e o Presidente norte-americano, Joe Biden, quando esta terça-feira retomarem a tradição das cimeiras entre a União Europeia e os Estados Unidos, para perceber o alcance a a abrangência do novo ciclo da relação transatlântica que Bruxelas e Washington se prepararam para inaugurar.