Ajude o seu filho a ser autoconfiante

As pessoas mais autoconfiantes admitem os seus erros e aprendem com eles, aceitam o elogio e reconhecem quando o merecem, fazem o que acham ser o correcto.

Foto
@petercalheiros

Volvidos 14 meses de pandemia, mais do que nunca, as crianças precisam de segurança e de carinho. É crucial construir uma base de relacionamento positiva e forte entre pais e filhos desde tenra idade, para que as crianças se sintam amparadas e à vontade para partilhar sentimentos, receios, dúvidas e problemas que surgem ao longo do seu desenvolvimento. Esta relação irá, igualmente, contribuir para o surgimento da autoconfiança que, por sua vez, integra duas competências essenciais, a auto eficácia e a auto-estima. Na realidade, os pais irão perceber que uma vez desenvolvida uma relação segura com os seus filhos, haverá mais proximidade, afecto, confiança e menos problemas de comportamento para gerirem.

As pessoas mais autoconfiantes admitem os seus erros e aprendem com eles, aceitam o elogio e reconhecem quando o merecem, fazem o que acham ser o correcto, independentemente da concordância dos outros e arriscam mais, saindo da sua zona de conforto.

Algumas atitudes e práticas parentais podem ajudar a construir a autoconfiança das crianças e a fomentar um crescimento social, emocional e académico saudável. Ficam aqui algumas ideias:

  • Dê atenção positiva, sempre que a criança apresenta um comportamento adequado.
  • Dedique tempo diário à criança, no mínimo 15 minutos. Sem aparelhos electrónicos ou outras distracções. Brinque, converse, dance, viva e desfrute!
  • Mantenha uma comunicação aberta, verdadeira e resposta sensível à idade da criança.
  • Brinque com o objectivo de construir um vínculo seguro, de amor e de confiança.
  • Ajude o seu filho a identificar e a gerir sentimentos.
  • Promova interacções sociais de amizade.
  • Promova momentos de conversa e ouça a criança, mas não a pressione a falar se ela não quiser e, sobretudo, não use esses momentos para “sacar” informação ou para criticar.
  • Reforce os esforços da criança para aprender, descrevendo o que ela está a fazer de forma positiva e natural.
  • Faça elogios sinceros e celebre os êxitos, de modo a apoiar, motivar e aumentar os comportamentos pró-sociais.
  • Ajude o seu filho a persistir na tarefa, apesar dos obstáculos.
  • Mostre à criança os seus pontos fortes e fracos e motive-a a aceitar e a transformar o que for possível.
  • Leia frequentemente para a criança e encoraje-a a ler para si.
  • Incentive a criança a inventar histórias e a representá-las para si.