As eleições de Madrid vão tornar a disputa entre esquerda e direita mais equilibrada em Espanha

José Pablo Ferrándiz, principal investigador do centro de sondagens Metroscopia, explica como é que a presidente da comunidade de Madrid se impôs como a verdadeira oposição a Sánchez.

Foto
Ayuso fez mais oposição ao Governo de Pedro Sánchez do que o líder do PP, Pablo Casado Sergio Perez/Reuters

Isabel Díaz Ayuso usou uma moção de censura apresentada pelo PSOE e pelo Cidadãos, seu parceiro de governo na comunidade de Madrid, em Murcia para marcar eleições antecipadas, dizendo temer uma traição igual. A campanha para o voto de 4 de Maio só começa este domingo, mas Ayuso já é vencedora. A polarização é tal “que é como Trump”, pode “dizer barbaridades que ninguém a vai castigar eleitoralmente por isso”, diz José Pablo Ferrándiz, sociólogo e investigador do centro de sondagens Metroscopia.