Aquela Kombucha: explodir e experimentar até chegar a um chá vivo

A primeira fonte de kombucha a granel de Portugal saiu da tenacidade e da criatividade de Maria Lima, que provou esta bebida pela primeira vez na Indonésia. Não conhecia sequer a palavra e gostou logo muito do sabor.

Foto
Francisco Pardo, Maria Lima e Aquela Kombucha Nelson Garrido

Explosões de kombucha, quem as não tem? “Já me aconteceu muitas vezes”, sorri Maria Lima. “Kombucha no tecto e por todo o lado”, frascos que não aguentaram a pressão de tantas experiências, ensaios e tentativas que resultaram num “chá vivo com gás” à medida da sua exigência — e no projecto Aquela Kombucha, que também está vivo, fermenta e explode em várias direcções.