Depósitos podem ditar se um trabalhador recebe o novo apoio social

Simulador desenvolvido por investigadores ajuda a verificar se um trabalhador com quebra no rendimento cumpre a “condição de recursos” para receber o novo apoio extraordinário.

Foto
O novo apoio ao rendimento varia, em regra, entre 50 euros e 501,16 euros Nelson Garrido

Os trabalhadores que enfrentaram em Janeiro uma quebra no rendimento já podem requerer o Apoio Extraordinário ao Rendimento dos Trabalhadores (AERT) na Segurança Social Directa. A nova prestação social de 2021 varia, em regra, entre 50 euros e 501,16 euros, mas as condições de acesso não são idênticas às do apoio que existiu no ano passado para quem sentiu uma retracção na facturação por causa da pandemia.