Os 169 milhões que Neeleman “aceitou perder” ainda estão na TAP

Neeleman não “aceitou perder 169 milhões de euros” em prestações acessórias na TAP, como referiu o ministro Pedro Nuno Santos, já que esse valor está com Humberto Pedrosa, seu antigo parceiro na Atlantic Gateway. O empresário, tal como os pequenos accionistas, prepara-se para perder o valor das suas acções, na sequência da conversão do empréstimo estatal em capital.

Foto
Humberto Pedrosa (centro) e David Neeleman (à direita na foto) foram parceiros até há pouco tempo, através da Atlantic Gateway Nuno Ferreira Santos

Para sair da TAP, o empresário David Neeleman recebeu 55 milhões de euros em dinheiro, mas, ao contrário do que afirmou na conferência de imprensa o ministro das Infra-estruturas, Pedro Nuno Santos, não “aceitou perder 169 milhões de euros” em prestações acessórias aplicadas na transportadora e a que teria direito devido à intervenção do Estado.