Madonna abandona Portugal já esta semana

A estrela norte-americana está em Portugal para entregar as chaves da sua casa em Lisboa e confirmou nas redes sociais que vai mesmo abandonar o país.

Foto
Reuters/Carlo Allegri

Madonna anunciou que vai abandonar Lisboa. A rainha da pop recorreu ao Instagram, onde publicou um vídeo na sua conta oficial, para confirmar que abandona Portugal. “Vou deixar a minha casa de Lisboa, está a ser tudo muito emotivo”, conta numa espécie de videochamada simulada onde conversa com um cão.

View this post on Instagram

Man’s Best Friend............?? #lisbon #coco

A post shared by Madonna (@madonna) on

Desde o início da semana que os rumores da sua partida persistiam, uma vez que a cantora regressou a Portugal para devolver as chaves da sua casa que alugou na Rua Fernandes Tomás, em Lisboa. De acordo com várias fontes, a artista jantou na última segunda-feira, 5 de Outubro, na zona do Estoril, de muletas e na companhia do bailarino Ahlamalik Williams. Ao que tudo indica, este será o adeus definitivo da cantora e da vasta equipa de staff que a acompanha.

Para trás fica a história que começou na capital portuguesa, para onde se mudou em 2017, para fazer a vontade ao filho – vingar no mundo do futebol, integrando a equipa das camadas jovens dos encarnados. Instalou-se, por completo, no Hotel Palacete do Ramalhete, na Rua das Janelas Verdes, em Lisboa. No ano passado, mudou-se para o bairro de Santa Catarina.

Madonna despede-se da cidade pela qual, em tempos, disse estar apaixonada. Frequentou as variadas casas de fado da capital, tocou com Dino D’Santiago e apreciou a praia da Comporta enquanto andava de cavalo, por exemplo.

Lisboa não foi apenas um porto de abrigo. Serviu, ainda, para se inspirar na cultura e nos costumes portugueses para depois, em 2019, lançar o álbum Madame X, razão que explicou a ausência no último ano de Madonna em Portugal, devido à digressão Madame X.

Quanto ao futuro da cantora pop, de 62 anos, ainda nada se sabe, mas é certo que Lisboa está fora dos planos.

Texto editado por Bárbara Wong

Sugerir correcção