TheFork garante 50% de desconto em mais de 350 restaurantes portugueses

“Regresso aos Restaurantes” é o mote da campanha da plataforma online de reservas e decorre em 18 países, promovendo milhares de espaços “duramente” afectados pela “crise da covid-19”. É válida até 17 de Novembro.

promocoes,restauracao,gastronomia,fugas,porto,lisboa,
Foto
Jay Wennington

São cerca de 10 mil restaurantes, localizados em 18 países, Portugal incluído. A campanha da plataforma TheFork garante “mais de 350 restaurantes portugueses” em que haverá descontos de 50%. A campanha “Regresso aos Restaurantes”, que decorre até 17 de Novembro, é anunciada por esta ferramenta de reservas como uma forma de “promover o consumo e impulsionar a recuperação do sector, que foi duramente afectado pela crise da covid-19”.

Por Portugal, a promoção abrange casas como Miss Jappa, Sommelier ou Pap'Açorda de Lisboa; D'Avenida Fine Dining, Terra Nova e Palato do Porto. Na Madeira a lista engloba, por exemplo, o Il Vivaldi, o Mozart e o Regional Flavours. Mas há mais de três centenas para escolher.

A plataforma espera conseguir “mobilizar mais de 20 milhões de pessoas em todo o mundo”, sublinha-se na apresentação da iniciativa. É “uma oportunidade para os restaurantes acelerarem a sua recuperação”, numa altura em que, refere-se, “o sector de restauração vive tempos desafiantes”. Até porque, depois de “um Verão difícil”, os restaurantes enfrentam estes dias "com o receio de novas vagas e a necessidade de preencher as suas mesas”. 

O “Regresso aos Restaurantes” pretende, assinala Sérgio Sequeira, que chefia a TheFork em Portugal, “voltar a reunir os apreciadores da gastronomia e fazer face à queda da procura na restauração e hotelaria”. "Agora, e mais do que nunca”, acrescenta, a restauração “precisa do nosso apoio"

Para ter acesso à promoção, que a empresa em comunicado considera mesmo “a maior iniciativa gastronómica do ano”,​ é necessário fazer a reserva via aplicação TheFork, que pertence ao universo da TripAdvisor e está presente em Portugal há cinco anos, tendo na altura adquirido a portuguesa BestTables.

Sugerir correcção