Fluxos de empresas estrangeiras para offshores caem para metade

Transferências diminuíram em 2019. Recuo acompanha reforço das medidas anti evasão fiscal lançadas na Europa. Bloco espera apoio do PS para excluir das ajudas da covid-19 as empresas controladas em paraísos fiscais.

panama-papers,fisco,economia,impostos,ministerio-financas,panama,
Foto
Hong Kong é o segundo território de destino das transferências com origem em Portugal Reuters/KIM KYUNG-HOON

O volume das transferências feitas por empresas e cidadãos a partir de Portugal para paraísos fiscais teve uma queda significativa em 2019 face ao ano anterior. O recuo deve-se sobretudo ao facto de as empresas estrangeiras com contas abertas em bancos portugueses terem enviado para os territórios offshore ou de baixa tributação metade do valor que tinham transferido em 2018.